GREVE GERAL NO BRASIL: ITAPURANGA-GO TAMBÉM VAI À LUTA

 

 

Partindo da premissa de que, quem possui o DNA da luta jamais foge ao movimento, Itapuranga que, outrora, foi tão combativa, hoje, deu mais uma lição de mobilização em favor da causa coletiva.


Em conformidade com a Greve geral convocada pelas Centrais Sindicais e Movimentos Sociais em nível de País (Frente Brasil Popular, Povo Sem Medo e MST), o Município itapuranguense, que possui uma população estimada em 30.000 habitantes e está a 160 Km de Goiânia, Capital do Estado, amanheceu, com muitas pessoas, entidades e categorias trabalhistas nas ruas, que manifestaram contra as reformas da Previdência, do Trabalho e da Lei da Terceirização.

 

A concentração dos(as) trabalhadores(as), que se deu no pátio do Centro Cultural Cora Coralina, por volta das 7 e 20 da manhã desta sexta-feira, 28, teve como organizadores o Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais de Itapuranga e o Sindicato dos Trabalhadores da Educação do Estado de Goiás-Regional Itapuranga.

 

Após o café da manhã que fora oferecido pelas citadas entidades, diversas ruas e avenidas da cidade foram palco das manifestações das pessoas que além de gritarem o “Fora Temer” expunham os nomes dos Deputados Federais do Estado de Goiás que, segundo eles, estão participando do desmantelamento dos direitos Sociais e trabalhistas de toda a população brasileira.

 

 

O protesto, que contou com a participação/adesão dos profissionais da Educação Municipal e Estadual, da Saúde, da UEG Campus Itapuranga, dos funcionários dos Bancos do Brasil e Caixa Econômica Federal, dos servidores do Judiciário, Ministério Público e Legislativo locais, se encerrou no miolo da Praça Central do Município com discursos contundentes de várias pessoas do povo e de diversos representantes de categorias de trabalhadores. 

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
Visitante número: